Blog sobre gravidez, maternidade e família.

Quais os tipos de Ultrasom necessários na gravidez

Posted by on out 16, 2011 in Gravidez, Maternidade, Saiba Mais, Saúde

Quais os tipos de Ultrasom necessários na gravidez


Você acaba de abrir o resultado do exame e foi “Positivo”? Qual a reação? Choro, medo, alegria, risada, ou tudo ao mesmo tempo? Acho que tudo ao mesmo tempo, né?!

Bom, o próximo passo é procurar seu médico ginecologista/obstetra (GO).

Cada médico tem uma postura. Uns preferem esperar para pedir o primeiro ultrassom somente após a 7 ª semana de gestação, pois o coração do bebê já estará batendo. Na rede pública (e outros médicos) esperam até mais e pedem somente depois da 11ª semana. Durante esse período (5 a 11 semanas) o ultrasom (US) é feito via intravaginal pois o feto ainda é muito pequeno para ser detectado de outra forma.

O médico também pode pedir o primeiro ultrasom logo que descobre a gravidez para descartar uma gestação ectópica (quando o óvulo fertilizado implanta fora da cavidade uterina).

5 semanas de gestação – só é possível ver o saco gestacional. O embrião ainda está no início de sua formação. Em caso de gestação gemelar bivitelina já é possível visualizar os 2 sacos.

–> Foto: 5 semanas e 3 dias

O médico solicita a dopplerfluxometria em cada US para verificar a vitalidade da gestação e o fluxo sanguíneo entre mamãe e bebê

7 semanas – o coração do bebê já pulsa (até mesmo com 6 semanas é possível escutar).

–> Fotos: 7 sem. e 1 dia

A partir de 11 semanas momento as ecografias são realizadas via abdominal.

De 11 semanas a 13 semanas e 6 dias – é realizado o morfológico do primeiro trimestre. Nesse exame são feitas algumas medidas, mas a principal delas é a Translucência Nucal (TN). Essa medida e a do Osso Nasal são feitas para descartar a possibilidade de alterações cromossômicas e má-formação genética responsáveis por síndromes como a de Down. A partir de 14 semanas não adianta fazer a TN, pois o volume do líquido da nuca se altera.

Alguns medicos já dão um palpite quanto ao sexo do bebê, mas não gostam de afirmar com 100% de certeza.

Foto: 11 semanas e 2 dias –>

A dopplerfluxometria se torna ainda mais importante a partir da segunda metade da gravidez pois é possível identificar risco de aumento da pressão arterial materna e pré-eclâmpsia.

–> Foto: 17 semanas – o coração e as 4 câmaras já formadas.

18 a 24 semanas – é realizado o exame morfológico do segundo trimestre, considerado o mais importante deles. Geralmente é feito com 20 semanas de gestação e leva cerca de 40 minutos. Ë verificado o coração e suas câmaras (para descartar cardiopatias congênitas), cérebro e órgãos digestivos. São feitas medidas da cabeça e fêmur do bebê para avaliar se o crescimento está dentro do esperado.

Também é muito importante determinar a localização da placenta. Se ela estiver “baixa”, conhecida como placenta prévia, haverá um acompanhamento e se persistir, a mamãe pode precisar de repouso e o bebê terá que nascer obrigatoriamente de cesariana.

–> Foto: 20 semanas e 4 dias – Lábios e boca fechadinhos

No terceiro trimestre, os US são realizados para acompanhar o crescimento do bebê, o grau de maturação e localização da placenta, o nível de líquido amniótico e através do Doppler, verificar a oxigenação do bebê.

–> Foto: 27 semanas

 O ultrasom 3D/4D é indicado entre a 26ª e a 30ª semana de gestação. Não é indicado antes desse período pois o bebê ainda não tem tecido adiposo e a imagem não fica muito boa. Os convênios geralmente não pagam esse exame.

–> Foto da foto, rsrs: 29 semanas

Com certeza sã0 9 meses de muita ansiedade e descobertas.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.