Oiiii pessoal!!!!

Quem é mãe e teve o prazer de amamentar o filho levanta a mão! o/

Minha Bruneca mamou exclusivamente até os 6 meses mesmo tendo ido para a escolinha aos 4 meses e meio, e da mesma forma que eu conseguia tirar e mandar o leite para a escola podemos tirar e doar esse leite para crianças que precisam. Como eu já falei no post “Existe uma forma de aumentar a produção do leite?” , o maior estímulo para essa produção é a própria mamada ou retirada do leite. Quanto mais leite tiramos, mais leite produzimos. Amamentei até 1o meses e meio e acho (e está mais do que comprovado) que nesse início o leite materno é fundamental para a saúde e proteção do bebê, pois é rico em anticorpos, extremamente importante no início de vida dos bebês, principalmente os mais “fraquinhos” e internados.

Quem já amamentou se lembra que quando o bebê começa a mamar em um seio, o outro começa a doer, encher e vazar, não é? Sentimos os dois seios enchendo de leite e ficando pesados. Dessa forma, assim que o bebê terminar a mamada, podemos “esvaziar” o restante do seio e separar esse leite para a doação. Não foi o que eu fiz na primeira gravidez, mas pretendo fazer ano que vem, quando a Clara nascer. Durante as mamadas da Bruna eu usava a concha coletora, e ela enchia só do leite que vazava! Minha sogra conta que quando ela amamentava os meninos, o outro seio enchia um copo de 200 ml. Pra que desperdiçar isso, né?!

Sabem por que tantos bebês precisam desse leite?

Os prematuros, por exemplo, não tem força para sugar e forçar a produção do leite no seio da mãe. E nem podem ter esse gasto de energia. Eles têm que receber o máximo de leite com qualidade e com o mínimo de esforço, e devido à falta de estímulo o leite da mãe acaba secando e quem já tem a produção do leite contínua pode ajudar doando o leite para esses pequenos.

No começo do mês, o Governo Federal lançou a campanha #DoeLeiteMaterno, que está inserida na estratégia Rede Cegonha. Que tal ajudar essa campanha? Curtam a Página da Campanha no facebook e compartilhe informações! Através do Twitter, vocês podem seguir o Ministério da Saúde (@MinSaude) e usar a Hashtag #DoeLeiteMaterno para compartilhar informações.

Esse vídeo mostra um pouco do que falei aqui.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=e1am7TQccYQ&feature=player_embedded[/youtube]

Quer doar e não sabe como??? A campanha também divulgou esse material para auxiliar:

Por enquanto posso ajudar divulgando, e se Deus quiser, ano que vem doando!

E vocês? Conhecem alguém que está amamentando? Estimulem essas pessoas a contribuir com a doação e salvar a vida de muitos bebês.

 

Bjos!!!

 

#publieditorial

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.