1 comment

Sofri um pouco com a introdução alimentar da minha primeira filha (Bruna), mas pior mesmo foi com a segunda (Clara). Ela não aceitou nada antes de 8 meses e meio e só começou a aceitar quando mudei a forma de apresentar os alimentos, mas mesmo quando aceitava comia muiiiiito pouco!
Com essa experiência, fiz diferente na terceira, e a Alice é a que mais come na casa.
Não existe fórmula mágica que funcione para todos, mas as dicas podem ajudar.

Seguem abaixo alguns posts sobre o assunto:

DIFERENTES FORMAS DE APRESENTAR O ALIMENTO AO BEBE

INTRODUÇÃO ALIMENTAR SEM PRESSA 

PORQUE NÃO É INDICADO OFERECER SÓLIDOS ANTES DE 6 MESES

DICAS DE COMO INICIAR A INTRODUÇÃO ALIMENTAR DO BEBÊ

CHEGOU A HORA DA PAPINHA. E AGORA?

AS PRIMEIRAS REFEIÇÕES DA ALICE

O SENTIMENTO DE FRACASSO QUANDO I FILHO ESTÁ FORA DA CURVA

O HÁBITO DE COMER NA CADEIRINHA PARA REFEIÇÃO

COMO ABRIR O APETITE DOS PEQUENOS

E ALGUMAS RECEITAS NA CATEGORIA COOKBEBÊ

BJs

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (5), Clara (3) e Alice (1). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.