Oiiii queridos!

Como vocês sabem participei na quinta-feira de um encontro com mais 8 colegas blogueiras e o Ministro da Saúde Alexandre Padilha.

Esse evento foi criado para que com a ajuda das blogueiras e influência nas redes sociais, as informações sobre a saúde no Brasil e ações do governo sejam divulgadas e atinja uma maior parcela da população. A internet é o meio mais rápido e fácil hoje em dia para disseminar informação, e devemos usá-la para compartilhar conhecimento com todos.

Os três principais focos do Ministério da Saúde hoje são:

  1. Câncer de Colo do Útero e Mama (diagnóstico precoce e tratamento)
  2. Assistência à Gestante e bebê através da Rede Cegonha
  3. Assistência à mulher violentada

Vou contar como foi o nosso dia em Brasília, mas já adianto que mesmo tentando resumir, os posts de eventos geralmente ficam meio grandinhos!! Rsrs

O post do Blog da Saúde do Ministério pode ser lido aqui.

Na parte da manhã visitamos uma Unidade Móvel de Saúde Da Mulher, conhecida como “Carreta da Mulher”.

Segue algumas informações a respeito:

  • Foi inaugurada há 1 ano e ganhou a segunda unidade sexta passada; Foram realizados mais de 32.000 exames nesse período.
  • A Secretaria de Mulheres em parceria com a Secretaria de Saúde leva a unidade móvel em locais de difícil acesso ou zona rural;
  • A carreta fica “estacionada” próxima à escolas, creches, UBS, ou outro local onde tenha sombra, sanitários e estrutura para atender a população;
  • Definida agenda da carreta, é feita divulgação no local. A Diretoria regional de Saúde organiza a mobilização, agendamento dos pacientes e infraestrutura.
  • A carreta fica geralmente 3 semanas em zona urbana e 1 semana em zona rural ou de vulnerabilidade;
  • Atende a todo o DF e arredores;
  • As pessoas são atendidas com horário agendado, não sendo necessário chegar cedo para pegar fila;
  • São realizados exames de mamografia, ultrassom e papanicolau.
  • Por dia são agendados 50 exames de cada tipo citado acima, 25 na parte da manhã e 25 à tarde;
  • Existe um médico de plantão para ver os laudos antes de entregar ao paciente e esclarecer dúvidas.
  • Os laudos que ficam prontos após a estada da Carreta no local são encaminhados à UBS ou posto mais próximos à residência do paciente.

Pelo o que conversamos com algumas pacientes que aguardavam chamada, a carreta facilitou muito a realização de exames como a mamografia. Uma das senhoras já havia pedido 3 agendamentos anteriormente no posto/UBS e nunca havia conseguido realizar, somente com a carreta.

Espero que esse modelo de atendimento cresça bastante. Parece ser eficaz e facilita a vida do paciente.

À tarde fomos ao Gabinete da Secretaria encontrar o Ministro da Saúde Alexandre Padilha. O encontro foi transmitido por Hangout e as dúvidas das blogueiras bem como do público que assistia ao vivo foram sendo respondidas pelo Ministro, que diga-se de passagem é super simpático. Os assuntos foram muitos, e vou falar um pouco de cada, abaixo:

  • Câncer de Colo do Útero e de Mama

Esses dois tipos de câncer são uma das maiores causas de morte de mulheres no Brasil, mas não quer dizer que existem muito mais casos aqui do que nos EUA, por exemplo. O grande problema é que a maioria das mulheres tem o diagnóstico tardio da doença e por isso já se encontram em estágio avançado. Precisamos que a saúde publica melhore e principalmente, que as mulheres se conscientizem quanto aos exames de rotina e preventivos.
No Brasil tem mamógrafos suficientes para realizar o dobro de exames, o que falta é estrutura, profissionais treinados e resolver processos burocráticos. Os médicos especialistas em oncologia ainda são poucos considerando a quantidade de casos existentes.

Luta e objetivo: conseguir fazer o diagnóstico precoce da doença e fazer uma melhor distribuição de equipamentos de radioterapia no país.

  • Vacina HPV

Muito comum na rede privada, mas ainda não está disponível na rede pública, devido aos motivos:
– Uma protege apenas contra 4 tipos de vírus, sendo que existem mais de 20 deles. A outra vacina existente cobre 2 tipos de vírus. Por serem desenvolvidas em países desenvolvidos como EUA e Inglaterra, o perfil não e o mesmo que o nosso.
– A vacina disponível e dada em 3 doses e as pessoas não costumam voltar e tomar todas as doses.

O Governo pediu que os 2 fabricantes desenvolvam uma vacina específica para a população brasileira, e com uma maior cobertura dos vírus, visto que as demais foram desenvolvidas em países desenvolvidos (EUA e Inglaterra) e com uma menor quantidade de doses. As propostas serão analisadas até o final do semestre.

  • Bancos de Leite

O Brasil tem a maior rede de Bancos de Leite públicos do mundo, apesar de ainda não haver em algumas capitais do país. Questionei sobre as cidades do interior e locais em que não existe a coleta e banco, e foi explicado que a iniciativa deve ser do gestor do município e estado. Existe verba destinada à criação de bancos de leite, ou em caso de locais que não tenham demanda para tal, pelo menos uma sala de coleta e armazenamento para envio do material para o banco de leite mais próximo, mas repito, o hospital/município/estado deve apresentar um projeto ao Governo Federal e solicitar a realização. É dada inclusive verba mensal por coletas realizadas. O nosso papel como cidadãos é  cobrar o nosso gestor local pra que essas melhorias cheguem ao município/região.

  •  Violência Obstétrica

Toda gestante tem direito por lei de ter um acompanhante durante o parto (isso inclui o trabalho de parto e pós-parto). Isso inibe alguns profissionais que faltam com respeito e violentam a mulher, seja física ou psicologicamente. A Rede Cegonha obriga que a mulher coloque um telefone de contato na ficha, e o Ministério escolhe aleatoriamente algumas dessas pacientes para ligar e saber sobre o atendimento.

  • Parto Normal X Cesárea

Na rede publica 50% dos partos são cesárea, e na rede particular quase 90%! É um problema cultural de muitos médicos, e agora a remuneração começa a ser maior para os partos normais para incentivar a realização do PN. O importante é que seja um PARTO SEGURO, e as doulas e obstetrizes auxiliam muito no momento do parto.

  • Violência Doméstica

Aprovado na Câmara dos Deputados um projeto de lei sobre o tratamento a ser dado para as mulheres violentadas. Ele prevê um espaço diferenciado, para que elas tenham liberdade para relatar o ocorrido, serem examinadas, terem apoio psicológico e humanizado. Só depende do Senado para se tornar lei.

  • Diabetes

O governo criou o Portal do Autocuidado para diabéticos esclarecerem duvidas quanto à doença, cuidados, uso da insulina e alimentação saudável. No site também existem receitas culinárias próprias para diabéticos.

  • Obesidade e Vida Saudável

Estudos mostram que a obesidade está relacionada a muitos cânceres. A prática de atividades físicas reduz o uso de antidepressivos e remédios para pressão alta.

  • Obesidade infantil

Existem programas de combate a Obesidade Infantil que garantem uma merenda saudável e balanceada nas escolas públicas. Agora, há um projeto para as cantinas das escolas particulares (pelo o que entendi elas não poderão vender todas as guloseimas que vendem hoje).

  • Sódio e açucares dos alimentos

O governo fez um acordo de redução de sódio e gordura nos alimentos com as indústrias de alimentos. Uma das colegas sugeriu que a quantidade de açucares também fosse destacada na embalagem dos alimentos, para que sirva de alerta.

Quer assistir ao encontro na íntegra? São quase duas horas de notícias e esclarecimentos. Vale a pena!

[youtube]http://youtu.be/WXnuId03Vjo[/youtube]

 

Dei um micro-depoimento de como essa iniciativa foi bem vista pelos internautas. Acho que o objetivo foi alcançado: levar informação à população.

[youtube]http://youtu.be/2TyjApSJjUg[/youtube]

 

Por fim, ganhamos um Selo de “Blog Amigo da Saúde” para colocar em todos os posts relacionados à Saúde no Brasil. Dessa forma, eles conseguem rastrear informações e agregar conteúdo.

selo_lilas

Para falar com o Ministério da Saúde através das Redes Sociais, acessem:

Twitter/Instagram: @MinSaude

Facebook: https://www.facebook.com/minsaude

Blog do Ministério: http://www.blog.saude.gov.br

Twitter do Ministro: @Padilhando

Ministro Alexandre Padilha e as blogueiras convidadas (Cecília do Blog da Saúde, Aliny Kelly representando "A Vida Como a Vida Quer", EU pelo LookBebê, Ana do "Ta e dai?", Lu Freitas do Lady Bug Brazil, Pri Perlatti pelo Mamatraca, Cris Guerra do "Hoje Vou Assim", Nivea do "Mïl Dicas de Mãe" e Dra. Flavia Aguiar | Foto: Erasmo Salomão
Ministro Alexandre Padilha e as blogueiras convidadas (Cecília do Blog da Saúde, Aline Kelly representando “A Vida Como a Vida Quer“, EU pelo LookBebê, Ana do “Ta e dai?”, Lu Freitas do Lady Bug Brazil, Pri Perlatti pelo Mamatraca, Cris Guerra do “Hoje Vou Assim“, Nivea do “Mïl Dicas de Mãe” e Dra. Flavia Aguiar | Foto: Erasmo Salomão

 

Gostaria de agradecer ao convite e recepção: Fernando, Joyce, Jéssica e todas as pessoas envolvidas. Foi muito enriquecedor.

Bjosssss

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.