3 comments

Hoje de manhã vi uma publicação de uma amiga tentando explicar para o filho porque ela não tomaria Coca nos próximos 40 dias e percebi que eu nunca expliquei para as minhas filhas sobre a Quaresma. E justo nesse mesmo dia eu subi na balança de manhã e me assustei com os quase 4,5Kg que ganhei nos últimos 4 meses (eu perdi 6Kg de junho a setembro e fui contando aqui, aqui, aqui e aqui).

Quando estava pensando em escrever algumas dicas para dar aquela secada básica depois de tantos panetones, sobremesas, churrascos, bebidas, e toda essa comida que a gente come por gula (olha o pecado!) no fim de ano/ verão, pensei em unir o útil ao agradável (mudança de hábitos e quaresma) e mostrar aqui algumas opções de alimentos que podemos cortar e hábitos que podemos mudar para ficar de bem consigo mesma, diminuindo excessos, desperdício e até os pecados.

Vale lembrar que na quaresma os cristãos costumam fazer um sacrifício pela vida de quem nos deu a Vida, assim como Ele se sacrificou. Sendo católico ou não, você pode fazer sacrifícios por você.

Algumas opções:

  • Cortar refrigerantes
  • Cortar pães e arroz branco, consumir somente integrais (moderadamente)
  • Cortar bebidas alcoólicas (se achar que não consegue, permitir no máximo 1x/semana)
  • Cortar chocolates ou doces
  • Diminuir/limitar o consumo de massas
  • Diminuir o consumo de cafeína e cigarro
  • Cortar ou diminuir industrializados com uma lista enorme de ingredientes

Sugestão: Faça um “Combo”: Tirar 2 alimentos, diminuir 1, fazer uma gentileza ou agradecimento por dia. Que tal?

Eu vou parar de tomar refrigerante, tirar arroz branco, reduzir doces, massas e pães para 1x/semana e enviar uma mensagem de carinho por dia para alguém importante.

Estou cutucando a família para estabelecer metas e fazer o mesmo.

Me contem, o que vocês vão fazer? Publiquem na hashtag #SacrificioPorMimePorEle

BJs

Aninha

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (5), Clara (3) e Alice (1). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.