1 comment

Oiii amores!!!

Como comentei no post ” ‘Bora’ divulgar mais uma campanha? #DoeLeiteMaterno”, durante o aleitamento da bruna eu não doei leite. Não por falta dele, mas por falta de informação! Não sabia que podia ser tão simples e não sabia que ajudaria tantas crianças em UTIs nos hospitais.

Quando me perguntam se eu estou tendo mais leite do que antes (já que agora eu dôo e antes não), num primeiro momento respondia que achava que sim, mas esses dias eu cheguei a conclusão que não… a verdade é que desprezava MUITO leite materno usando os absorventes de seio. Eu trocava algumas vezes ao dia, sempre pesados. Agora consigo usar 1 para o dia todo.

Na minha primeira semana em casa, comecei usando as conchas de amamentação (que já falei aqui) – aquelas que retém o leite que sai do peito – mas depois de uns dias a produção era muito grande e toda hora acontecia um “acidente”: quando eu me abaixava ou reclinava, o leite caía. Caiu no sofá novo, no chão, em mim… e comecei a me estressar com a concha, sempre por descuido meu.

Concha vazada
Concha vazada

Para quem não sabe, quanto mais leite é retirado, mais leite é produzido e quando estamos amamentando, o leite “desce” nas duas mamas, ou seja, o outro seio fica vazando. O meu parece uma mina… fica ali brotando e escorrendo. Por isso, aparar o leite do seio oposto ao da mamada (em frasco esterilizado) é uma das formas de coletar o leite para doação!

Bom, resolvi parar de me estressar e colocar o absorvente de seio entre as mamadas. Para não desperdiçar muito leite, quando vou amamentar e o peito está muito cheio, eu coloco a concha do outro lado. Nessa ‘brincadeira’ já cheguei a coletar 50mL rapidinho.

O frasco pode ser completado com leite retirado em várias oportunidades no dia. Assim, enchia um frasco com 3 ou 4 conchas durante as mamadas.

Conchas esterilizadas... Leite materno sendo coletado na concha durante amamentação!
Conchas esterilizadas… Leite materno sendo coletado na concha durante amamentação!

Só não esqueçam de olhar quanto leite tem na concha, senão acontece isso:

Opsss.... acidente à vista. Não deixem encher até a metade!
Opsss…. acidente à vista. Não deixem encher nem até a metade!

Outras vezes (a maioria) coletei usando a bombinha de leite elétrica mesmo, depois da última mamada da noite ou logo manhã, quando os seios estão prestes a explodir. rsrsrs

O ideal é que a coleta seja feita direto no frasco para evitar o risco de contaminação na transferência, mas não sendo possível, eu esterilizo tudo o que vou usar (conchas) e tomo cuidado com a higiene, conforme eles pedem.

ATENÇÃO: O uso “direto” da concha aumenta o risco de infecção por fungo no seio, devido à umidade e calor. Não é recomendado o aproveitamento do leite caso a concha seja de uso constante. EU uso a concha esterilizada somente durante a mamada para coletar o leite do outro seio e assim colocar imadiatamente no frasco (do mesmo dia) congelado. A cada mamada que quero guardar leite, pego uma concha ‘nova’.  É uma forma de coletar o leite sem ter que segurar o frasco, pois fica preso dentro do sutiã.

Vou perguntar à moça do Banco de Leite sobre a análise desse leite.

Doação de leite materno que seria desprezado. Reparem que a bombinha não está ligada. Sö estou coletando o leite que sai da outra mama enquanto a Clara mama!
Doação de leite materno que seria desprezado. Reparem que a bombinha não está ligada. Só estou coletando o leite que sai do outro seio enquanto a Clara mama!

Todo leite que chega no Banco de Leite é testado e pasteurizado.

Enviei 14 saquinhos da Medela e 4 vidros hoje cedo (coletados em 10 dias). A moça do banco de leite me ligou e me alertou que posso pedir quantos frascos forem necessários ao motorista. Hoje ele só trouxe 3, portanto vai trazer mais na quinta para diminuir o risco de contaminação pois ela precisa transferir o leite que eu envio no saquinho duas vezes (por isso muitos bancos só aceitam mesmo no frasco de vidro).

Não tem muito leite? Qualquer 2 frascos na semana já ajuda muiiiiito.

(Para quem não conhece, esses saquinhos são estéreis, próprios para congelar leite materno. São da Medela, a marca da minha bombinha elétrica de leite, mas tem de várias marcas.)

Você sabe como oferecer o leite materno retirado e congelado? Veja o post.

COMO DOAR

CLIQUE AQUI Para buscar a lista de Bancos de Leite Humano.

Quando vi a lista de SP quase fiquei doida com tanta opção. Pensei: Tá, mas em qual eu ligo???

  • Ligue sempre no BLH (Banco de Leite Humano) referência para o estado
Segue o de São Paulo:
Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros
Banco de Leite Humano do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros
Avenida Celso Garcia, 2.477  , Belenzinho
Sao Paulo – CEP: 03015-000
Tel.: 11-2292-4188 – Fax: 11-2692-4068
blhleonor@ig.com.br
  • Lá, a moça vai perguntar onde vc mora, e te passar o hospital mais próximo de você que faz a retirada de leite. (Não adianta morar do lado de um hospital que não recebe leite!)
  • Quando ligar no hospital próximo à sua residência, a pessoa vai fazer umas perguntas (Nome, endereço, telefone, RG, Médico, Quantas consultas de pré Natal, Gestação, Peso do RN, etc), passar as instruções e vai agendar a primeira entrega de frascos/retirada.
  • O motorista leva o material necessário para a doação (Potes de vidro, máscaras, touca) e requisita exames pré-natais (Toxoplasmose, Hepatite, HIV, rubéola, citomegalovírus…. etc). Semanalmente ele passa para retirar os frascos e trazer mais.
Saldo de 10 dias. 1900mL de leite nos saquinhos da Medela + 600mL nos potes de vidro. \o/
Saldo de 10 dias. 1900mL de leite nos saquinhos da Medela + 600mL nos potes de vidro. \o/

 

Não dá trabalho, não falta para o se bebê e ajuda muita gente. Divulguem!!!!!

 

Marido tem que amar muito né? Pra ver uma cena dessa…. kkkkkkkkk

Bruna numa perna, Clara num braço e bombinha no outro. rsrs... e descabelada....
Bruna numa perna, Clara num braço e bombinha no outro. rsrs… e descabelada….

 

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.